phone (27) 2125-7626
menu
LEILÃO DA BR 262 NO ESPÍRITO SANTO É ADIADO PARA DEZEMBRO
LEILÃO DA BR 262 NO ESPÍRITO SANTO É ADIADO PARA DEZEMBRO

Postado em: 28/10/2021

Fonte: Folha Vitoria/Transcares/Estadão

O leilão para a concessão das rodovias BR 262 e BR 381, entre o Espírito Santo e Minas Gerais, foi adiado para o dia 20 de dezembro. A previsão inicial era de que ele fosse realizado no dia 25 de novembro.


Nesta quarta-feira (27), o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, afirmou que o adiamento se deu em razão do grande interesse de grupos pelo ativo, que pediram mais tempo para estudar o projeto. A expectativa é de um investimento superior a R$ 7 bilhões.


Serão concedidos os trechos de Viana a João Monlevade (MG), que compreende a BR 262, e entre Belo Horizonte (MG) e Governador Valadares (MG), que compreende a BR 381. No total, são 686,1 quilômetros licitados, para um contrato de concessão de 30 anos, prorrogável por mais 5 anos.


Entre as principais obras estão 402 km de duplicação, 228 km de faixas adicionais, 131 km de vias marginais, 40 passarelas e o contorno de Manhuaçu.


A previsão do plano de concessão da BR 262, cujo edital foi aprovado pela  Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) no final de agosto, é de que quase 70% do trecho que liga o Espírito Santo a Minas Gerais esteja duplicado até 2030.


Segundo o projeto, nos primeiros nove anos de concessão serão duplicados quase 124 quilômetros da rodovia no Espírito Santo, de um total de 178,5 quilômetros. O restante (54,5 quilômetros) deve ser entregue no segundo ciclo de obras, que vai até o 21° ano de concessão.


Ou seja, se o contrato for assinado no início de 2022 e os prazos forem cumpridos, a duplicação total só estará concluída após 2040. 


 

Leia também: TCU aprova plano de concessão da BR 262 de Viana a Minas Gerais e leilão deve ser ainda em 2021


Tarifas de pedágio


Após o leilão, a rodovia no trecho capixaba deve ganhar pelo menos três praças de pedágio, localizadas em Viana, Ibatiba e Venda Nova do Imigrante.


A projeção inicial das tarifas é de R$ 7,33. O investimento nas rodovias, somado aos custos operacionais é de quase R$ 12 bilhões.


O projeto prevê isenção de pedágio para motociclista e desconto para usuário frequente. Também haverá desconto básico de tarifa de 5% para condutores que optarem pelo pagamento automático identificado pelo TAG eletrônico acoplado ao veículo.


Concessão da rodovia Dutra


Também nesta quarta-feira, Tarcísio de Freitas disse que o governo espera uma competição entre "grandes operadores rodoviários" pela concessão da rodovia Dutra, em leilão que acontece nesta sexta-feira (29), na B3, em São Paulo. 


Classificado como o maior leilão de concessão rodoviária da história do País, o certame exige que o vencedor desembolse quase R$ 15 bilhões de investimentos no projeto, que reúne uma nova licitação da Dutra em conjunto com a Rio-Santos.


"É uma concessão para bolso grande, não é para qualquer operador. Então esperamos competição entre grandes operadores rodoviários, uma disputa entre esses maiores operadores que estão no segmento", disse Tarcísio em evento promovido pelo BTG Pactual.


O leilão dará o "start" ao que o Ministério da Infraestrutura vem chamando de "Super Infra", nova temporada de leilões de infraestrutura do governo, que deve captar mais R$ 23,5 bilhões de investimentos no setor.